MÉTODO COMO ESTUDAR


Prof. Rubens Godoy Sampaio


+ TÁTICAS +
Leitura Extrema

Atenção: Esta aula é composta por uma sequência de 27 vídeos.  Após o término do primeiro vídeo, o segundo vídeo é iniciado automaticamente, e assim sucessivamente.

Busque informações sobre o livro que você pretende ler.

1. Vá a uma biblioteca e consulte o número de retiradas deste livro. Se um livro é muito retirado, pode ser que se trate de um livro importante.

2. Em algumas bibliotecas que ainda não foram informatizadas os nomes dos leitores que retiraram os livros estão no cartão colado no livro. Se você estiver na biblioteca de sua escola veja se você conhece os leitores e descubra se são bons alunos ou se são bons professores.

3. Procure na INTERNET algumas informações sobre o livro e sobre o autor.

Busque orientações prévias sobre o livro com alguém que conheça o assunto.

4. Peça algumas ORIENTAÇÕES para seus professores, eles saberão indicar boas leituras
introdutórias.

5. Descubra se algum de seus colegas já leu o livro que você está pretendendo ler, para não gastar seu precioso tempo com uma leitura insignificante.

6. Consulte estas pessoas que leram o livro para saber se vale a pena gastar seu tempo com esta obra. Veja a dica “Converse com seus colegas sobre as leituras que estão fazendo ou que já tenham feito”.

 Busque informações com a bibliotecária de sua escola (1).

7. Consulte a bibliotecária de sua escola. Às vezes ela pode dizer-lhe se este livro é muito procurado ou muito indicado.

8. Ela também poderá indicar textos do mesmo autor ou outros textos de autores diferentes.

9. A bibliotecária saberá indicar se há novas edições, ou se aquela que está com você já está ultrapassada.

Busque informações com a bibliotecária de sua escola (2).

10. Em algumas escolas o acesso ao acervo é interditado. E isto é muito ruim para o aluno que não tem como saber o que existe de diferente dentro do acervo.

11. Às vezes o acesso informatizado não é suficiente para que o leitor tenha uma boa ideia do livro.

12. Tente entrar no acervo, com a devida autorização, e busque livros do mesmo assunto.

 

Entre no acervo frequentemente.

13. O bom leitor frequenta o acervo de sua biblioteca constantemente para folhear os livros e conhecê-los.

14. Uma boa folheada pode ser muito proveitosa e pode ajudá-lo na decisão de pegar ou não pegar o livro para ler.

15. Uma “boa folheada” é o que se chama de PRÉ- LEITURA. Mais abaixo você verá como se deve fazer a PRÉ-LEITURA de um livro.

 

Converse com seus colegas sobre as leituras que estão fazendo ou que já tenham feito.

16. Às vezes uma boa conversa e um bom bate papo sobre um livro é suficiente para que você capte as ideias principais do texto.

17. Com isto você economizará seu tempo e exercitará sua capacidade de falar sobre o que leu, discutir e confrontar o que leu.

18. Se restar alguma dúvida, você poderá resolvê-la procurando no livro apenas aquilo que lhe interessa.

 

Em primeiríssimo lugar você deve saber porque você está lendo este livro. ESTA DICA É MUITO IMPORTANTE.

19. Você sempre deve ter algumas perguntas na cabeça antes de entrar, para valer, dentro de um texto.

20. Você lerá este livro para aprender a matéria? Ou só para fazer a prova?

21. Qual será a ideia mais importante deste autor? Qual será sua novidade? Quais são suas influências teóricas? Qual sua época? Quando o livro foi escrito?

 

Antes de começar a ler, SEMPRE faça uma PRÉ-LEITURA do texto. ESTA DICA É MUITO IMPORTANTE.

22. Esta pré-leitura sempre é muito rápida. E MUITÍSSIMO IMPORTANTE.

23. Nesta pré-leitura você deverá encontrar as ideias mais importantes do texto.

24. Nesta pré-leitura você deverá encontrar informações importantes sobre o autor.

 

A pré-leitura deve ser feita considerando os seguintes itens (1).

25. O AUTOR. Veja o nome do autor e descubra alguma coisa sobre sua carreira acadêmica. O autor é sério? Este seu livro está entre as suas melhores obras?

26. A EDIÇÃO. Qual o número da edição do livro? Às vezes, um livro com um número grande de edições, pode ser um livro com qualidade. Mas não se deixe enganar: também existe muita coisa ruim que às vezes alcança muito sucesso.

27. A EDITORA. Algumas editoras têm uma linha editorial bastante séria e criteriosa, ou só
produzem textos de um certo tipo de assunto. Dependendo da editora é possível saber qual sua linha editorial, sua seriedade e a qualidade de seus livros.

 

A pré-leitura deve ser feita considerando os seguintes itens (2).

28. A BIBLIOGRAFIA. Consultando a bibliografia utilizada pelo autor você poderá saber se ele leu livros importantes para escrever este livro que está nas suas mãos.

29. O ÍNDICE. Consultando o índice você conseguirá ter uma boa ideia sobre os tópicos que serão tratados no livro. E poderá descobrir se o livro é de seu interesse. E se é um livro sério.

30. A CAPA. Não se encante pela beleza da capa. Uma capa bonita não é sinal de um bom livro. Para fazer a pré-leitura leia as ORELHAS do livro.

31. AS ORELHAS. Nas orelhas do livro você encontra uma espécie de resumo indicando as
ideias principais que serão desenvolvidas no texto. Lendo as orelhas do livro você poderá saber se você está lendo um texto que está de acordo com seus interesses.

32. AS ORELHAS. Alguns livros mais recentes trazem, geralmente na orelha de trás, uma foto do autor, com a sua titulação acadêmica, sua experiência profissional e suas atividades atuais.

33. AS ORELHAS. Às vezes, as orelhas são escritas por algum outro autor de grande renome. E se uma pessoa séria está escrevendo sobre o livro, isto pode indicar que o livro também seja de qualidade.

 

Para fazer a pré-leitura leia o PREFÁCIO e a APRESENTAÇÃO do livro.

34. Veja com atenção quem redigiu o PREFÁCIO e a APRESENTAÇÃO do texto.

35. Se a pessoa que redigiu o PREFÁCIO e a APRESENTAÇÃO for uma pessoa da área,
conhecedora do assunto, é seguro que o livro talvez seja bom e possa interessá-lo.

36. Lendo o PREFÁCIO e a APRESENTAÇÃO você talvez já consiga detectar as ideias mais
importantes do livro. E às vezes isto já basta. Veja quem é o tradutor do livro.

37. Muitos livros presentes no mercado editorial são traduções.

38. É importante saber se o tradutor é bom.

39. Às vezes são encontradas várias traduções de um mesmo livro, escritas por tradutores diferentes.

 

Em muitos casos há traduções que são melhores que outras. Avalie bem o livro antes de começar a lê-lo.

40. Nem tudo que está escrito nas folhas de um livro é verdade, ou tem qualidade.

41. Há livros mal escritos, mal feitos e que só dizem bobagens.

42. É necessário saber escolher bem o livro que vai ser lido.

 

Leia sempre no seu lugar de estudo.

43. Livros maiores e mais importantes devem ser lidos no local que você escolheu para estudar.

44. Outros textos mais simples, como revistas, jornais, notas, podem ser lidos em outros lugares, ou mesmo em trânsito.

45. Este local de leitura deve ter todas as características das ORIENTAÇÕES sobre o LOCAL
DE ESTUDO.

 

Leia sempre num lugar bem iluminado.

46. Leia num local com iluminação adequada.

47. Deixe seu livro apoiado no porta-bíblia inclinado e com uma boa luminária apontando
para o texto.

48. Evite a projeção de sombras sobre o texto.

 

Leia sempre com um lápis ou uma caneta amarela na mão.

49. Se o texto for seu, lembre-se de fazer anotações.

50. As anotações ajudam você a fixar a informação e a encontrá-la novamente.

51. Releia as ORIENTAÇÕES sobre como fazer anotações.

 

Leia rápido apenas em alguns casos.

52. Leitura dinâmica é algo que só serve para alguns tipos de leitura.

53. As leituras que podem ser feitas rapidamente em geral são revistas e jornais. Este tipo de texto dispensa a pré-leitura.

54. O bom leitor deve saber quando variar a velocidade da leitura.

 

Leia sem pressa na maioria dos casos.

55. Textos com conteúdo novo devem ser lidos sem pressa e com mais atenção.

56. Este texto deve ser lido com mais calma e a leitura deve ser com anotações no texto.

57. Faça relações entre o conteúdo novo e algo que você já sabe sobre a matéria.

 

Leia bem devagar e fazendo anotações.

58. Textos muito difíceis devem ser lidos bem lentamente. Lembre-se: a pressa não adianta. Apressa atrasa!

59. As anotações são MUITÍSSIMO IMPORTANTES: e devem ser feitas no próprio texto e fora do texto em folhas de arquivos, fichários ou fichas de papel cartão.

60. Nestes casos não deve existir pressa alguma. Pois com pressa você não conseguirá ter ATENÇÃO nem capacidade de fixação.

 

Leia um verbete de um dicionário especializado.

61. Quando você estiver se introduzindo num assunto novo, leia primeiramente um verbete
ou um texto pequeno sobre este assunto, para começar a construir seu domínio básico.

62. É aqui que entra a importância de um bom dicionário especializado.

63. Com pouquíssimo tempo você terá adquirido uma noção bem geral e concisa sobre o assunto em questão.

 

Leia um artigo ou um resumo de uma boa enciclopédia.

64. Após a leitura do verbete procure um bom resumo, ou um bom artigo numa enciclopédia.

65. Os textos de enciclopédias também costumam ser pequenos, todavia são mais profundos e detalhados que os textos de verbetes de um dicionário. E vão te ajudar a construir seu domínio básico.

66. Faça algumas anotações numa folha separada. Use apenas uma folha. Não faça anotações longas.

 

Leia um livro.

67. Agora procure um bom livro de introdução ao assunto para desenhar seu domínio  básico.

68. Neste momento, você já tem as noções mais elementares, conseguidas na leitura do verbete e do resumo.

69. Se o livro for seu, faça anotações no próprio texto. Mas também, faça anotações em folhas separadas.

 

Não leia ou estude na cama.

70. Logo você estará dormindo.

71. Estudar na cama não é confortável e não favorece posições que facilitam a anotação.

72. Não é possível estudar muito tempo na cama. Leia com um dicionário do lado.

73. Tenha sempre, pelo menos um dicionário de português.

74. Se possível tenha também um dicionário específico da área. Pois é possível que na hora da leitura de um texto mais difícil, surjam expressões que você não irá encontrar em um dicionário comum da nossa língua.

75. Geralmente o uso do dicionário pode atrasar um pouco a leitura do texto. Mas em breve você usará o dicionário com uma frequência menor, pois você já terá aprendido o vocabulário fundamental da sua área.

 

Avalie o que você está lendo.
ESTA DICA É MUITO IMPORTANTE.

76. Depois de ter iniciado a leitura, fique atento para conferir a qualidade do texto.

77. Se você perceber que o texto é muito ruim, PARE. Não vale a pena gastar seu tempo com um livro e com um texto que não sejam bons.

78. Confira com seus colegas e professores sua impressão a respeito do texto.

 

Discuta com seus colegas o que você leu.

79. Sempre converse com seus colegas sobre suas leituras.

80. Com este procedimento você repetirá a matéria e fixará o conteúdo em sua memória.

81. Os comentários dos colegas também poderão ajudá-lo a compreender melhor algumas passagens do texto.

 

Comente com seu professor o que você está lendo.

82. Se você tiver alguma dúvida, a respeito da leitura, comente-a com seu professor.

83. Se você não tiver dúvida alguma, comente do mesmo modo. É importante que seus professores saibam que você é um bom leitor e um aluno interessado.

84. Peça sugestões a respeito de bibliografia conexa e próxima da mesma área.
Uma ótima ideia é formar grupos de leitura.

85. Em grupos de leitura ou de estudos todos podem ler o mesmo texto e discuti-lo.

86. O texto pode ser dividido e as pessoas apresentam umas para as outras o que foi lido.

87. Ou ainda, as pessoas podem estar lendo livros diferentes sobre o mesmo assunto.

 

Leia sempre com um objetivo bem claro e determinado.
ESTA DICA É MUITO IMPORTANTE.

88. É fundamental que você saiba o que você está lendo e para que você está lendo.

89. Após terminar a leitura de um capítulo ou da seção de um livro, pergunte para você mesmo se seu objetivo está sendo alcançado.

90. Verifique ao final da leitura se você alcançou seu objetivo totalmente, parcialmente, ou se a leitura não serviu para nada.

[woocommerce_social_media_share_buttons]

Se você tiver alguma dúvida, coloque aqui embaixo que eu responderei.